sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Coisas de Pitas




Queimada -alem a vila

fotos:silvestre santos

Hoje, vou responder ao desafio da M.ª Emília, http://talqualsou.blogspot.com/  e contar um episódio das férias que seja divertido.



Pois então aí vai ele:



Como todos já devem ter percebido, as minhas deliciosas férias são passadas numa pequena aldeia do concelho de Armamar e que se chama Queimada.



É uma aldeia que apesar de já ter água e luz há muitos anos, ainda preserva o gostinho rústico da nossa boa gente aldeã, assim como alguns usos e costumes.


Um deles, é o de manhãzinha abrir a porta às pitas , chamar por elas:-
pita,pita, pita, enquanto se deitam alguns grãos de milho, (poucos porque ele é caro) e aí se larga a criação, portas fora, que vão procurar apeguilho a casa da vizinha, ou por onde o houver. Lá vão elas, pica na couve, pica no pão, vão cacheando os caminhos à procura do sustento para o dia. Mas...alto aí! galinha que se preze, não sai sozinha!!! não que usem burka, mas levam o Senhor Galo atrás, não vá o diacho de alguma esaurir e deixar a dona com zizera e sem trato para o resto da semana.



Ora, um dia em que o tempo estava de muafas e não dava para ir para os prédios, resolvemos (eu mais a famelga já se vê), dar um passeio e ver as obras que o Senhor Cura deu de empreita, para alindar a igreja do povoado. Chegados que fomos ao aidro, logo se nos depararam algumas formosas pitas que por ali andavam a engrandecer.


Claro está , que aqui a vossa amiga, começou logo a alvoraçar a bicharada. Cá, cá,cá,cá, fazia eu acompanhanhando com gestos a minha litânia de galinha choca!

Bem, bem, mal me dou conta, salta-me por trás o galaró, feito galifão, e prega-me uma valente picada no meu assentado, que com o susto me pôs de catrambas e fiquei com uma crica no joelho que ainda hoje se assoma.





Ri que não ri a famelga perante o meu ar de falsa galinha que levou lambrete, e olhando sempre para trás não fosse o galifão voltar à carga, dei por findo o nosso passeio. 


Agora galináceos, só de longe, e logo tinha que me acontecer a mim que nunca gostei de pitas!



Será que tenho de escrever O...Pado no meu assentado?



E esta hem?


Agora M.ª Emília, fica aqui o meu desafio.
Quem consegue descobrir o significado de todas as expressões a verde? 
Fico à espera.


Beijinhos para todos e...
Cuidado com as Pitas!





22 comentários:

Tite disse...

Amiga,

Tens mesmo a certeza que foi a Mª Emília que te desafiou?

Não foi a Licas?

Agora vou ao Dicionário e talvez amanhã te dê a resposta ao teu desafio. Nem imaginas o que eu me ri lá no Tal qual sou .

Mas o conto está o máximo querida Pózinho. Acho que tenho ali uma dúvida ou outra.

Desejo-te um óptimo fim de semana que eu vou tentar ter um especial entre amigos.

Maria Emília disse...

A Tite tem razão, o desafio não foi meu, foi da Licas do blog http://licas-ontemehoje.blogspot.com
Eu só o anunciei no meu blog. Vá lá ao blog da Licas e mostre-lhe a sua gira história que ela vai gostar muito.
Um beijinho,
Maria Emília

alegria de viver disse...

Querida amiga
É muito boa contadora de casos, muito divertidos, dei boas risadas.
Não me atrevo a decifrar as expressões, depois de 30 anos no Brasil fica difícil.
Fiquei muito feliz que conheça a Natalia, vai ser muito bom poder falar com ela, se tiver skype podemos nos ver.
Com muito carinho BJS.

Pó de Estrela disse...

É bom rir a dobrar não é?
Emilinha, desculpa.
Licas, é para ti minha querida!

Riam-se, riam-se! eu não me Importo!

Beijokas

Tite disse...

Pózinho,

Olha que eu ri-me mas foi do insólito da história e das Pitas não se identificarem contigo.

Nem penses que eu me iria rir de ti que me animas tanto e fazes sentir um ser humano verdadeiramente útil.

Abraços e volto logo que possa vou estar fora hoje

A. João Soares disse...

Embora Armamar seja do distrito de Viseu, onde nasci, a distância não me torna fácil decifrar o vocabulário embora algum seja inteligível.
Tenha cuidado com esse assedio sexual de espécie diferente!. É melhor não deixar de usar a burka.

Abraço
João

Licas disse...

Olá Pózinho

Amor com amor se paga.
~Cá estou eu a responder ao teu desafio, não sem antes te dizer que adorei a história sobretudo pela imaginação e pelo inédito.
Parabéns!

Agora os significados

Apreguilho = presigo, coisa boa de comer
Cacheando = apalpando
Exaurir = esgotar-se
Trato = alimentação
Muafas = Chuvadas
Prédios = Campos, Terrenos
Engrandecer = Engordar
Assentado = Rabiote(?) Pés(?)
Catrambias = de pernas para o ar
Crica = Mancha
Assoma = manifesta, Aparece
Lambrete = Reguada

Acertei???? se não quero aprender.
Beijocas
Licas

Pó de Estrela disse...

Querida Tité

Vamos lá ver se hoje não meto os pés pelas mãos, senão fico de catrambias e amanhã não posso ir votar!!!

Já remediei tudo e nas voltas encontrei um blog muito interessante, o do amigo JOÃO, que comentou aqui em cima.

Espero que tenhas um bom fim de semana!

Beijinhos da Pó

Pó de Estrela disse...

M.ªEmília

Vê lá como as coisas acontecem! E eu que nem dei por nada. Se não fosse a Tité, bem ficava tudo na mesma!

Pelo menos deu para nos rirmos todos!

Espero que a Isabel vá tendo forças na sua luta.
Beijinhos com Pózinho.

Pó de Estrela disse...

Rufina

Como vês, a Licas já deu o significado de quase tudo! Ela esqueceu-se da "zízera", mas eu também não vou dizer o que é! eheheh!

Quanto à Natália, ela esteve cá há relativamente pouco tempo, porque a mãe morreu e juntaram-se os filhos todos.(os que estão vivos!dois morreram num acidente na Suiça, mas isso ainda deve ser do teu tempo!)O irmão mais velho ficou de me dar o contacto dela. assim que o tiver, mando-to.

Fica com um abraço meu do tamanho do oceano que nos separa(ir e vir, que assim é maior)
Quica

Pó de Estrela disse...

Olá João

Bem vindo à minha humilde casinha de estrelas.

mais um do distrito de Viseu que se junta a nós.Tens a casa á tua disposição para vasculhares, e se tiveres netos, vai ao meu outro blog(clica na estrela que está do lado direito do blog) e tens lá algumas coisas engraçadas.

Fica com um abraço cheio de Pó de Estrela.

Pó de Estrela disse...

Licas

Será que eu me enganei outra vez?
Eu jurava que tinha colocado a minha história no teu blog, mas hoje fui lá e ...ploc! não vi lá nada.Será que fui por ovo a chocar noutro blog qualquer? Valha-me a Santinha dos Blogs, que eu estou a ficar com uma Zízera que me vai por de catranbias!

Bom, logo se vê!

Quanto à história, olha que foi verdade verdadinha. aconteceu aquilo mesmo! Pitas agora, só na panela e de preferência com o sanguinho a acompanhar par ter a certeza que não bica mesmo!

A tradução está quase! Falta a Zízera.
Crica em Queimada quer dizer "ferida" e cacheando é tirar, ou picar as ervas.
Muafa diz-se de uma pessoa que não tem humor certo, ou do tempo que tão depressa está soalheiro como chuvoso ( em vez de chuvoso, dizem - com licença da palavra- "coneiro")

Agora falta descobrires a Zízera e eu onde andei a semear pitas!

Beijinhos cheios de Pózinho de Estrela

Licas disse...

Desta vez amiga, puseste o ovo no devido lugar. Eu pelo contrário não sei o que fiz que ao tentar corrigir o meu post, pura e simplesmente eliminei-o e com ele os comentários e a tua história.
Já pedi desculpa no meu blog a todos os amigos e coloquei lá a tua história que vim "debicar" ao teu blog.

Estou perdoada?

Zizera será neura ou algo parecido???

Beijinhos
Licas

Pó de Estrela disse...

Licas

estás perdoada! afinal também não te dás bem com as pitinhas!!!Eu acho que a meteste no tacho!

Pois Zízera é o equivalente a "enxaqueca".Dor de cabeça forte.

"ela hoje está com zízera, coitada, agora vai durar três dias".

Espero que tenhas um bom Domingo e que não fiquemos todos com uma valente zízera depois das eleições!


Beijoquinhas

Tite disse...

Minhas queridas amigas!!!!

Pela vossa saúde... até pensei que andava a ler textos em língua estrangeira.

Quando coloquei a palavra Zízera no motor de busca do google só me devolveram o texto da Quica e montes de textos em inglês e noutras línguas. Será possível? Certamente que os fundadores de Queimada era Gente de longes terras ou muito culta para usar palavras deste quilate.

Pronto... está desvendado o mistério das palavras e do desaparecimento do texto.

Isto só acontece com "Meninas" da nossa idade, né amigas? rsrsrsrs

licas disse...

Tinhas razão amiga

Hoje, passadas as eleições, estou com uma zizera do tamanho do mundo.
Preferia estar cachando que de catrambias depois das eleições

licas disse...

É verdade ... Crica aqui no Porto é "com licença .... " Não tenho lata para dizer. Vejam no dicionário para não ficarem ignorantes.
Beijinhos
licas

Tite disse...

Eu sei o que quer dizer e fartei-me de rir por ter sentidos tão díspares e em sítios tão próximos.

Também não vou dizer porque aqui para o Sul só os do Norte é que sabem o significado.

Beijossssss

Pó de Estrela disse...

Eu já fui vêr!!!

caraças , se fosse a Ovinho já tinha dito, mas ela esqueceu-se de nós! Por onde andará a minha ovinho estremelicado?
Estou admirada com a falta de assistência aqui às pitas! Será que está tudo bem com ela?

A propósito. estremelicado, quer dizer amor aluado.

Quando uma mãe de família estava a ler alto um trecho de um livro que falava do amor de um filho estremoso, doce como o mel,mas um bocado aluado!

o filho de 10 anos respondeu:
- então, é um amor estremelicado!

A moda pegou há mais de 90 anos, (que se tenha conhecimento), porque a "Rita da Quinta" que é viva e tem 89 anos, lembra-se da mãe dela dizer:
- anda cá meu amor estremelicado!
( quando ela fazia alguma diabrura por andar com a cabeça no ar (aluado).

como vêm, não é nada que não assente como uma luva à nossa Ovinho!

Beijinhos cheios de Pó de Estrela

Pó de Estrela disse...

Vocês já se lembraram de mostrar à vossa prole querida, os desenhos e as frases sobre a Paz que estão no Estrelinhas brincalhonas?

Andais mesmo estremelicadas de todo!

Beijos

Por onde anda o Dinis?

Tite disse...

Pois tens toda a razão minha querida Pózinho.

A Ovinho, pelos recados deixados, por aí... teve um casamento este fim de semana que a impediu de votar. Não leste?

E nós é que andamos aluadas, né?

Por outro lado os preparativos de um casamento e o início das aulas dão preocupações e trabalhos acrescidos o que a tem impedido de nos visitar com maior frequência.

Pelo meu lado acho que vai tardar em visitar-me porque, se ela é cumpridora, enquanto não lhe fizer o slideshow do bolo de bolacha ela não quer conversas comigo.

Quanto ao tal nome tem a ver com um calão de 4 letras apenas há muito usado pela plebe portuguesa e que se aplica à ferramenta feminina de procriação.

Será que consegui sem ser ordinária e tirar-te dessa angústia?

Agora, tenho que espreitar as estrelinhas brincalhonas.

Jinhos

eterno anónimo disse...

Olá Pozinho de Estrelas.
Ainda continuo andando por aqui, nesta ilha maravilhosa... cheia de encantos meus...
Não sei onde ouvi isto, mas penso que é uma canção brasileira.
Náo tenho andado muito bem, porque caí, e dei cabo do meu assentado.
Tenho mais meia dúzia de cricas no corpo, mas já estão a desassomar.
Lembro-me de alguns destes termos ditos pelos meus avós. Que saudades!!!!....
E termino, porque não dá jeito estar sentado de lado. Tenho que ir pôr o assentado de molho, e a Dina tem que me tratar da crica.
Pois... vocês riem-se, mas o corpo é que me dói

Beijos

Dinis