sexta-feira, 3 de julho de 2009

Mais uma do Sr.(?) Rui Rio!!!

Pois é ...é mais uma a juntar ao caudal do Rio (o Rui claro está)
Não é que eu hoje recebo a notícia que até do nosso Palácio de Cristal este abécula se quer desfazer?
Que fizemos nós portuenses para merecermos tamanho caudal de Rio infecto?
Mais uma vez ( e a Mariz vai dizer que tudo tem o seu caminho! Eu sei Mariz, mas este é bem tortuoso...) eu tenho que gritar a minha indignação!
Já assinei a petição, pois sim senhor!
( visitem o blog que postei abaixo) e também protestei.
Para além de me desempregar a filha, de retirar aos artistas do Porto, o único local onde podíamos ver as suas criações livres(Rivoli), de transformar a avenida dos Aliados numa pedreira escura onde nada verde cresce... agora também me quer tirar o lugar onde fiz as festas de anos quase todas do meu filho, onde eu namorei com o meu marido, onde eu descanso as minhas frustações?
Ora bolas lá pró homem! e ainda querem que ele ganhe outra vez! :(((
Visitem o blog, leiam "Às palavras comuns" e depois digam alguma coisa!
Vossa Pó de Estrela ( furibunda) (Ó Canduxa tu vê lá se eu não tenho razão...Não me mandes serenar...)
"Com vacas magras conseguimos nós viver. Com bois estúpidos é que não."
(desculpem lá mas encontrei esta frase no mesmo blog, numa postagem sobre o cinema do Terço (que saudades...) e não resisti! Ó Catarina tu desculpa,mas esta tá demais!!!
Leiam e divulguem
pic-nic nos jardins do Palácio / o espaço público é nosso Dia 12 de Julho, domingoencontro às 16hParque das Merendas dos Jardins do Palácio de Cristal.Às palavras comuns vamos juntar uma celebração colectiva fazendo o que fazemos sempre: usando o espaço público. Traz lanche, bicicleta, triciclo, malabares, música... mas vamos também ouvir e viver o jardim romântico que nos resta no centro do Porto.Contra a privatização do espaço público e a destruição sem critério do património da nossa cidade. Pela salvaguarda do Pavilhão Rosa Mota e seus jardins como equipamento público para usufruto de tod@s.Aparece e divulga!A melhor forma de defender o espaço público é celebrá-lo.

16 comentários:

Tite disse...

Querida Quica,

Eu não te mando serenar.
Força a descarregar que frustrações já nós temos muitas e tu tens carradas de razão.
É preciso avisar toda a malta para assinar a petição e eu vou já fazer a minha parte.
Só não vou ao pic-nic porque me fica um bocado dispendioso.

Rios & Cª só defendem a lei do cimento. Querem lá saber de jardins onde podem rentabilizar... sabe-se lá para os bolsos de quem.

Estou contigo e não abro.

Beijossssss

Tite disse...

A minha assinatura já lá está.
Agora vou enviar aos meus amigos para assinarem também.

Beijossssss

Ovinho Estrela(do) disse...

Deus!

É o terceiro blog onde passo hoje, que me dá conta de notícias da actualidade que desconheço por completo... E pergunto-me se existo! Ah... Lembrei-me... Existo, sim! Estive a trabalhar horas e horas e horas para me "pirar" mais cedinho por uns little days!

Não tenho tempo de ir ao tal blog ver a notícia completa... Assinarei a petição depois, que não termina tão cedo, de certeza.

MAS... Se o assunto é acabar com a beleza indescritível do Palácio... Saio banzada... Será possível? Quero crer que alguém não permita isso...

Tão lindo o nosso Palácio...

com tempo dedicar-me-ei a apurar verdades!

Muitos beijinhos, Pózinhos irritados! (Sabe que a irritação também faz parte danaturalidade do ser humano, não sabe?)

;)

Beijos, mais. E bom fim-de-semana! :)

Pó de Estrela disse...

Tite Querida
Que bom é saber-te desse lado :))
Estou muito feliz por te ter outra vez a blogar...E mais não digo!

Quanto ao Palácio de Cristal, espero que tenhamos forças como aconteceu no Bolhão e no Coliseu!!!

Beijinhos cheios de Pó de Estrelas

Pó de Estrela disse...

Ovinho
é verdade! Eu nem queria acreditar!.O "incréu" quer privatizar 70% do pavilhão Rosa Mota e com isso autorizar a construção de um pavilhão industrial, que fará desaparecer o lago e parte do jardim das tílias (inclusive a concha acústica!) Como a Câmara fica só com 30%, depois tem a desculpa de dizer que não tinha direito de opção! é uma vergonha!
Desejo-te um Bom fim de semana. Descansa para o rabinho do final do ano!

Beijinhos com Pó de Estrela

Canduxa disse...

Oh Quica Querida, não te queria ver tão aborrecida e preocupada com estas coisas, mas tens razão quanto à destruição a que temos assistido, neste últimos anos, no Porto.
Assinar uma petição para defender este local tão belo, dos poucos que ainda restam nesta linda cidade,não é a mesma coisa que provocar ou alimentar uma guerra.
Acredito que se todos assinarem e mostrarem que amam aquele espaço o Sr. Rio, que por vezes se lembra de correr fora das margens, acaba por conversar com calma com os representantes dos portuenses...há sempre a possibilidade de um milagre!
Quica, compreendo que estejas triste e irritada, com tantas barbaridades, mas lembra-te que só tu sofres com esses sentimentos. Ele não se incomoda se as pessoas estão a sofrer ou não, só por isso te digo para serenares mas não para desistires de lutar.
Vou lá ao blog espreitar e assinar a petição. Apesar de um dia partirmos para outra dimensão mais bela e cheia de luz é bom que os nossos netos tenham onde ver as árvores a crescer, as flores a desabrochar e espaço para brincarem e namorarem.
É nosso dever, como seres conscientes que somos, defender e proteger a Mãe Terra....proteger não é só reciclar.
Sabes que eu estava como o Ovinho!!! não sabia de nada...às vezes ando mais lá do que cá.
Vamos aguardar tranquilos.

Beijinhos com muita luz

Mariz disse...

Querida estrelinha
Salvé!

Este post nem parece teu?!..Precupada com Rui Rio? mais as manias de políticos?
Não comento este teu post..senão dava-te "tautau"!
Não há nada mais importante e inteessante na tua vida?
Então deixa o que aqueles que outros elegeram fiquem com as suas asneiras. Eu posso falar, porque NUNCA MAIS VOTEI.
Só o voltarei a fazer, quando vir que os interesses do povo português está devidamente assegurado e RESPEITADO.
A começar pela irradicação da pobreza, da fome, saúde. Porque instucção têmo-la de sobra nos valores se os quisermos aplicar. E só depois de educados neste aspecto as crianças deveriam ir á escola. É assim que penso.Conciliar o Conhecimento da alma/espírito á instrucção.

Só comento posts, sejam eles quais forem quando me tocarem o coração, ou a consciência - sobretudo que aprenda com eles. De resto é tempo perdido.

Se essas são as tuas preocupações, respeito. MAs de facto nao são as minhas nem outras iguais ou semelhantes.
Para onde me encaminho...não levo nenhum político atrás de mim.
Não entro em ingignações devido a situações que me tirem a serenidade.

Por isso me vou. Deverás contar sempre com a minha sinceridade e frontalidade. Só sei ser assim.

Beijo meu
Mariz

ESPAVO!

Ovinho Estrela(do) disse...

O lago vai desaparecer? Que pena... :(

Tenho fotos tão serenas desse espaço...

Por acaso fiquei triste... Que pena mesmo...

Quica, do que pressinto, vindo dos altos, é o que vai suceder mesmo. com ou sem petição.
Resignadamente (mesmo luntando pelo contrário) devemos é tentar usufruir desse espaço enquanto ele existe...

Ai o lago...
:(

Preparar-me para o rabinho?? qual rabinho?? eheh
No final do ano lectivo já eu ando... E isto parece não acabar... Apesar de para mim terminar mais cedinho que o previsto, afinal! Portanto, não me queixo! E com direito a intervalo pelo meio! ;)
Beijinhos! *

(Vou-me continuar a cuidar do rabinho!!)

Mariz disse...

Pozinho cintilante...

Fiquei a pensar se não teria sido muito agreste no comentário anterior e resolvi voltar aqui, embora sejam já 2 e meia da manhã.
Quero dizer-te simplesmente qu TE AMO tal como és. Simplesmente também me cusa ler certas coisas de pessoas que sinto estarem já no Caminho e este não se compadece com abaixo assinados outras coisas mais. No Caminho há que fazer os possíveis por colocar na acçaõ o DISTANCIAMENTO e ABRAÇAR O QUE DE FACTO INTERESSA Á VIA!

Um dia...um dia verás como tudo te parece tão pequeno por insignificante e só as grandes causas que tocarão de perto pela universalidade e importÂncia implícitas.
Deixo-te o meu abraço ...abraçado
Sempre
Mariz

Canduxa disse...

Agora que estás mais serena vou dizer-te que nós estamos na Terra de passagem e tudo aquilo que pensamos possuir é apenas um empréstimo para que possamos realizar as nossas experiências. É exactamente como todos os bens que ao longo dos anos fomos adquirindo e por isso quando perco algumas coisas não sinto qualquer pena ou revolta. Nesse campo sou uma pessoa sem qualquer tipo de apego porque sei que só tenho no momento presente aquilo que preciso para poder continuar o caminho.
Por isso querida Quica, se um MILAGRE não acontecer, acredita que tanto faz ser este ou aquele que esteja no comando. Mas alguém tem que estar e cada um deve agir de acordo com a sua consciência.
Oh Mariz, eu até já ultrapassei muitos obstáculos e sinto que caminho cada vez com mais amor mas se ninguém der um passo na defesa do que resta dos poucos espaços verdes, qualquer dia vou (vamos) mesmo ter de ir viver para o monte...
É esse um dos meus grandes desejos mas sinto que é aqui que sou (somos) precisa (s).
Sou contra os conflitos, a violência e a guerra, porque o meu coração está em PAZ mas ainda não totalmente indiferente à perda dos espaços verdes que tanta falta fazem, não só para repor a nossa energia como também para apreciarmos a beleza de todos os seres vivos que o habitam.
Sinto que vou conseguir chegar a esse estado (a minha fé é grande) e sinto que nessa altura estarei pronta para partir....
Vou agora mesmo, são 8h30m da manhã, para um passeio a Lamego, minha terra Natal.
Espalharei por lá o meu amor e a minha gratidão por estar viva.
Vou respirar o ar dos eucaliptos e das doces tílias (que existiam no jardim da minha infância) se é que ainda as vou encontrar!!!
Um bom fim-de-semana e aproveita o sol que a esta hora já brilha aqui no Porto.

Beijinhos cheios de luz para ti e para a Mariz se por aqui passar.

Mariz disse...

Quica minha amiga:

Pergunto:
Se houvesse uma guera?! Uma catástrofe natural qualquer?!
Onde ficaram os belos jardins e parques que ainda nos restam?!

Vou transmitir-te algo que ouvi..muito nitidamente, quando meditava e no finalpedi bençãos para todos...
pensei ti e noutras pessoas mais.

"o que nos toca vindo do exterior é a nossa imagem retractada"
E adiantou:
" Se há grupos de pessoas que se rebeliam por algo, neste caso um parque/jardim, do qual extraiem a beleza, a paz, o relaxamento então devem cultivar isso dentro delas e tentar perceber o que lhes falta - nesse seu parque/jardim?!

Ao trabalharem-se nesse aspecto ou noutros, o exterior já não as chamaria a atenção - mostrando-lhes o espelho."

Não foi da minha abeça que isto saiu.
Ouvi, como se a informação banhasse o meu Ser...
Não sei se entendeste a mensagem.!?

MAs dou-te outro exemplo:
Quando um avião cai, ou um barco se afunda, ou há um desastre de viação onde haja um conjunto de pessoas nesse acontecimento... há muito tempo que isso foi planeado, por elas, mesmo ante de nascerem, e já cá, sem se conhecerem sequer. Porém elas acordadaram passar pelo sofrimento dessa situação. Chama-se "decisão colectiva". Quando voltarem cá - se vierem - a missão que trouxerem será conjunta, Pode ser até em países diferentes/distantes umas das outras.
Porém algo engrandecedor para a humanidade ou para o Planeta surgirá delas...segundo a evolução de cada uma.
Exemplo:uma Associação humanitária espalhada que possua vários pontos de ajuda no mundo inteiro. Mas todas elas trabalham para o mesmo fim e com atribuiç~ões específicas.
Podem vir com a misão d criar um movimento para a defesa do Planeta...das espécies...do ambiente, etc.

Não penso/acredito que elas regressassem para se "revoltarem", ou "lutarem" "contra" qualquer coisa.
A palara "luta" e "contra" pressupôem ou atraiem "negatividade".
A madre Teresa dizia sempre que não faria nunca:
"marchas contra a fome", nem "contra a guerra" mas sim...
"a favor da prosperidade" e "a favor da Pax!"

Entendes onde pretendo chegar?
O sr dr Rui Rio, apenas personifica uma certa camada de gente que não tem dado atenção aos seus jardins - internos e externos, os descuidos e desprezoela Natureza tambémconta: papéis para o chão, cospm para o chõ. não reciclam, emem más vibração....etc.etc.

Quero com isto dizer, que as pessoas que estão em lugares de governação eleitos por esse mesmo povo, são as mais atingidas! - devido á "intenção" do colectivo,
É por isso que percebendo isto, eu já não voto! Nem me preocupo com casos quase isolados...mas sim, co o ambiente em geral - tento faze a minha parte, para além de meditar, orar, e vsualizar um mundo melhor, mais respiravel e belo.

Porque é que as pessoas dizem que votam em EM CONSCIÊNCIA...e depois revoltam-se com os que elegeram?
Porque se as SUAS CONSCIÊNCIAS TIVESSEM MUDADO PARA MELHOR....Os governtes pela "intenção do colectivo" mudariam também.

Conclusão:
Quando o povo começar a ter mais tino, responsabilizando-se po que pensa enas acções que comete...sobretudo quando souber respeitar-se mais...
Deixar também de ser consumista...e fazer labarismos com o dinheiro que não tem..
os governantes que são o seu "espelho" não insistem nos mesmos erros, não sei há quantos anos já?! -
A começar pelos jardins e parques..passando pelos projetos megalómanos destinados a um território deveras pequeno - como seria o TGV e mais não sei o quê....que "JAMAIS" deveria(m) avançar!!

Porque é que certas situações acontecem, tanto á escala portuguesa como á mundial?
Porque estamos todos interligados!!

Abraços meus do coração

Sempre...
Mariz

Pó de Estrela disse...

Querida Mariz
Li tudo, com muito cuidado e num sentido de aprendizagem como graças a Ele vou aprendendo a fazer. Algumas partes, até li mais do que uma vez...
A Grande maioria das coisas que dizes, eu já tenho conhecimento delas e à medida que vou caminhando neste meu percurso, que como tu dizes, foi escolhido por mim,vou tentando melhorar e por vezes enriquecer, embora, e eu também já sei que nesta minha incarnação estou a aprender a dar um passo de cada vez, o que muitas vezes me esquece, pois dou dois e logo me vêm "atirar" para a escada debaixo, como quem diz:- Vê lá se para a próxima aprendes.

Isto é um pouco que eu de mim sei. Mas o outro lado Querida Mariz, obriga-me a ser interveniente nas situações que mexem com a sustentabilidade da nossa existência... bem sei , que se Ele estivesse a ler isto (tem mais que fazer) rir-se-ia da minha ingenuidade, mas eu nesta encarnação ainda vim para barafustar, por isso perco a minha paz interior tantas vezes...
Não se trata de política!!! Já tive nesta vida, a minha parte de politica, de educação de catequese, de ecologia, todas elas interventivas. foram 35 anos desta vida...Agora, vou observando e na grande maioria dos casos, vou dizendo cá para mim " Perdoa-lhes Pai que não sabem o que fazem".

Mas...há sempre um mas, Mariz quando acontecem atentados destes, ao nosso equilíbrio enquanto seres humanos, conscientes e com decisão, então aí Mariz, eu não posso ficar calada!
Quero lá saber se é o Rio, se é o Gomes, se é outro qualquer, tal como tu, eu não voto em nenhum deles, mas ao contrário de ti, eu vou à mesa de voto, pego no voto que é meu e nesse papel, que poderia servir para mudar sociedades, normalmente escrevo: " não reconheço em nenhuma destas pessoas,a sabedoria necessária para governarem com justiça e equidade". assim, anulo o meu voto, mas deixo claro que fui lá, mas que não está lá ninguém que sirva os propósitos destes milhões que por aqui andamos, muitos deles à deriva por culpa de quem os pode ajudar, não o fazer.

E agora vêm as perguntas:
- Que seria de nós, se Ele não tivesse, barafustado (Ele que me perdoe)no tempo dele?
- Que fez O Ghandi?
- Que fez a Madre Teresa de Calcutá?
- que têm feito outros tantos (muitos desconhecidos)?

Apontam. Chamam a atenção. Intervêm . Sacrificam-se . Morrem (quiçá voltando para lutarem pela mesma causa).

Pois minha Querida mariz, eu não posso ficar sempre em contemplação, numa de me engrandecer espiritualmente a mim, e deixar as coisas empobrecerem à minha volta!

E agora voltando ao Palácio de Cristal...

Sabes quantos milhares de crianças por ali passam por ano e fazem as suas aprendizagens de beleza, de efémero de ecologia, de amizade? ( já estou a imaginar a tua resposta!)

Sabes por exemplo que quando as coisas estão más cá em casa, muitas vezes por minha causa e precisamente por eu estar desiludida com TUDO, que o Zé vai para o palácio passear, contemplar o rio e o mar, ver os patos e as suas brincadeiras, assistir ao por do sol... e volta para casa, com a força necessária para me ouvir, quem sabe perdoar e ajudar?

Não sei se estás a pensar que então eu faço isto por egoísmo! Será ! mas é um egoísmo colectivo e a bem de não deixar estragar algo que contribui para o nosso bem estar físico, moral e espiritual...

Não sei se me consegui exprimir! às vezes, penso que por mais que escreva, não consigo por cá fora tudo aquilo que sinto e gostaria de partilhar.

Obrigada pelo teu apoio, Pela tua ajuda, que são pérolas no meu engrandecimento. Desculpa também por este post tão longo... mas tinha de o fazer, para tentar que tu entendesses a fase em que eu estou, e os porquês de algumas "Desfasias" minhas.

Adoro-te de todo o coração, e acredita, que quando deito a cabeça na travesseira, depois de fazer a minha meditação, nunca me esqueço de de dormir com o meu pensamento em ti, e em outros amigos que tanto têm contribuído par eu ser um ser humano melhor.

Fica com todo o meu Pó de Estrela em forma de beijo do coração

ESPAVO

Tite disse...

BOM DIA bom povo que visita o Pó de Estrelas para receber a energia de cada dia!

Tenho acompanhado as palavras da Mariz, Canduxa e Pózinho e fico maravilhada. Apesar de estar de acordo com todas estou mais de acordo com a minha querida Quica.

Nem ela nem eu chegámos ainda à santidade para nos despojarmos de tudo e arranjar desculpas transcendentais para as agressões a que somos sujeitas em cada dia que passa e por quem diz fazer serviço público e ter, portanto, obrigação moral e cívica, para nos ouvir e proteger.

Com o tempo acho que lá chegaremos, porque cada vez mais temos a percepção que a nossa passagem por aqui é mesmo para nos engrandecermos.

No entanto, tal como nós devemos perdoar-nos uns aos outros e vermos apenas a luz que nos trás e leva com missões sucessivas, também devemos ajudar os outros seres de luz, tipo Rios & Cª, a perceber o quanto estão errados ao destruir a beleza que já existe quando o dinheiro que têm deveria ser usado noutras missões mais importantes, como tirar a fome a quem a tem e vestir os nus ou apoiar os idosos que cada vez estão mais solitários na fase final da sua passagem por mais uma encarnação.

Eu sei que com este modo de ver não engrandeci a discussão, mas mostrei o quanto estou ciente que a Mariz tem razão, por um lado, mas a Quica não pode ficar castrada na sua "luta" pela defesa de um bem comum da sociedade. Ela como eu não estamos contra o Rio. Estamos a favor da manutenção dum espaço lúdico que já existe e só precisa de uns pózinhos para melhorar ainda mais, sem necessitar ser destruído para lá colocar mais cimento.
Nós precisamos de vários Edens na terra para valorizarmos a nossa passagem pelo Paraíso etéreo.

Lá chegaremos se procurarmos encontrar as razões da nossa vinda ao Inferno ou Purgatório da Vida. Mas também acho que os facto de estarmos a fazer esta discussão na blogoesfera não está a acontecer por acaso. Está programado e nós "todas as intervenientes neste belo diálogo" já nos encontrámos noutras vidas passadas.

UM DOMINGO CHEIO DE ENERGIAS POSITIVAS

Pó de Estrela disse...

Minha querida Fada Madrinha

Eu acho que já fui gata borralheira e que tu, efectivamente foste a minha fada madrinha que transformou a abóbora numa carruagem e os ratinhos em condutores de libré!

Isto é para desanuviar um bocadinho
É como tu dizes, Tite, eu não consigo fechar a boca e ficar a contemplar o mal...
mas pode ser que tudo fique em águas de bacalhau!

Que bom ter-te aqui outra vez. Agora vou responder à Canduxa e ao ovinho, senão elas pensam que eu me esqueci ! Mas não, tenho andado a saltitar entre trabalhos de casa, zangas dos filhos ( Lourenço e Cristina (por empréstimo)), e outras pequenas coisas que nos aparecem no dia a dia.
Mais daqui a bocado, vou postar no blog aquela passagem do livro que eu falei e de que gosto muito, "A Rosinha, o mar e os Sonhos"

Até logo ! prometo que volto antes da meia-noite! eheheh!

Beijinhos cheios de Pó de Estrela.

Pó de Estrela disse...

Ovinho

Pois é verdade, são doces as recordações e as memórias vividas que amenizam o dia a dia, que nós temos daquele espaço mágico, onde eu com as minhas crianças já encontrámos a branca de neve, enganámos lobo , que afinal não era mau, falámos com a pequena sereia, dona do laguinho e fizemos grandes batalhas no castelo...
Confesso: Estou triste!
Mas tal como disse à Tite, talvez tudo fique por ameaças, embora envolva muito dinheiro e influências.

Vamos aproveitar, enquanto ele está direitinho, e levarmos as nossas crianças a brincar para lá. Eu até vou levar a minha Inês!!! Leva tu o Miguelito, mas cuidado com o lago!!!!

Beijinhos doces da tua Pó de Estrela.

Pó de Estrela disse...

Canduxa, minha querida amiga

Já deves ter lido o testamento que escrevi à Mariz! Eu ainda não sou como vós! Normalmente sou uma pessoa sossegada que não me meto com ninguém, mas, ás vezes...
Tens que concordar que é uma pena, porque nós que vivemos no Porto, temos poucos sítios suficientemente longe do barulho, mas perto de casa, onde possamos passear, meditar, ter aulas de Yoga, ter teatrinhos lindos no "vamos fazer a festa", etc.etc. è um despreso por quem não tem mais por onde passear, nem tem dinheiro para ir de férias, ou ir a um espectáculo ou concerto. São coisas terrenas, bem sei, mas são elas que também contribuem para que tenhamos algo de belo para levar para o Alto, pois se não as vivermos e visualizarmos, não as podemos transpor para o nosso interior e enriquecê-lo.

Bem hajas pelo teu carinho. Como já me vais conhecendo bem...

Beijinhos cheios de Pó de Estrela