domingo, 1 de maio de 2011

Mãe...Mãe


Mãe
Mãe que sorri enrolada em lençóis
Duros da crueza
De uma vida sem muitos sóis
De dureza
E entrega sofrida

Mãe
 que doente chora
O corpo dorido
De um ser nascido
Que implora
O que o corpo sofrido
De dever cumprido
Não retorna.

Mãe
Mãe que em pé ligeiro
Na sua juventude
Irreverente
Na sua devoção por quem chora
Carente
Estende as mãos
E enrolada em cobertas
Uma criança embala
E na sua cama de bonecas
Cura
Alimenta
E suavemente
Com artes de fada
Que tudo sente
Acalenta
Acolhe
Apadrinha
E acarinha.

Mãe
Mãe que de longe vê crescer
Esquecendo sem querer,
 No meio de outros a nascer
Aquela que um dia
O seu corpo fez sofrer.

Mãe
Mãe que luta,
Que trabalha
Que ensina
Que educa
E que ralha

Mãe
Que com trabalho
Redobrado
Reparte com a criança
Que em tempos recolheu
Numa manta embrulhada
O pão e o afecto
Com seus filhos nascidos
Agora já crescidos
Mas que acarinham
 Aquele ser
Que a mãe um dia
Irreverente
Nas suas vidas fez acontecer

Mãe que não abandona
Acolhe
Não retira
Reparte
Não esquece
Chama
Não despreza
Ampara

Mãe
Uma, o Céu acolheu
Outra, de sorriso bondoso
Aguarda o abraço
Da criança mulher
Que um dia recolheu
Numa manta embrulhada
Um tudo, que era nada
E hoje
Tão acarinhada.

Duas mães
Quatro braços
Dois abraços
Uma entregue aos anjos
Outra que com muita ternura
Abraço docemente
Numa manta de amor fiada
Com carinho debruada.

Mãe
Mãe

Obrigada.

Vossa Quica

6 comentários:

JAM disse...

Olá Quica, disseste e muito bem o que te vai na alma, sobre as mães, pois hoje é, como todos os restantes, o seu dia. Muitas interrogações, decerto, terão ficado por esclarecer. Agora, uma sabe toda a verdade e a outra, que já partiu, só Deus saberá. Um feliz dia para ti, que também o és! Bjs

Pó de Estrela disse...

Querido Tó

Realmente as interrogações sobre as duas Mães da minha vida, têm-me feito pensar muito nos últimos tempos.
Acho que a Idade nos leva a uma introspecção da qual por vezes tiramos conclusões que se por um lado nos fazem sentir culpadas, por outro ajudam a aceitar o inevitável e a tirar de tudo, o restinho de felicidade que nos coube.

Beijinho grande meu irmão fica com o Pó de Estrelas que a nossa Mãe certamente tão bem sabe fazer lá no Céu, para o repartir por todos nós.

alegria de viver disse...

Olá querida

Estou feliz com sua visita, estava com saudades.
Seja bem vinda.

Com todo carinho e alegria BJS.

Evanir disse...

Minha mãe E sua Mãe
Que ao dar a benção da vida, entregou a sua...
Que ao lutar por seus filhos, esqueceu-se de si mesma...
Que ao desejar o sucesso deles, abandonou seus anseios...
Que ao vibrar com suas vitórias, esqueceu seu próprio mérito...
Que ao receber injustiças, respondeu com seu amor...
E que, ao relembrar o passado, só tem um pedido:
DEUS, PROTEJA MEUS FILHOS, POR TODA A VIDA!
Para você mãe, um mais que merecido:
Feliz Dia das Mães!
Você merece!!!
Meu abraço meu carinho para você

Feliz Dia Das Mães.
beijos e beijos com infinita
ternura,Evanir.
www.aviagem1.blogspot.com

Nosso Dia Das Mães..Brasil

AFRICA EM POESIA disse...

Lindo poemaà Mãe.
Adorei
Beijos

A.S. disse...

MÂE... é uma palavra que nos transcende! Adormece dentro das retinas e amanhece dentro do peito!


Beijos,
AL