quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Desenhar uma flor


 Continuo em "obras interiores", por isso, vou recorrendo aos textos que me acompanham ...

 

Desenhar uma flor


Pede-se a uma criança: Desenha uma flor! 
Dá-se-lhe papel e lápis.

A criança vai sentar-se no outro canto da sala onde não há mais ninguém. 
Passado algum tempo o papel está cheio de linhas. 
Umas numa direcção, outras noutras; umas mais carregadas, outras mais leves; umas mais fáceis, outras mais custosas.

A criança quis tanta força em certas linhas que o papel quase não resistiu. 
Outras eram tão delicadas que apenas o peso do lápis já era demais. 

Depois a criança vem mostrar essas linhas às pessoas: Uma flor! 

As pessoas não acham parecidas estas linhas com as de uma flor! 

Contudo a palavra flor andou por dentro da criança, da cabeça para o coração e do coração para a cabeça, à procura das linhas com que se faz uma flor, e a criança pôs no papel algumas dessas linhas, ou todas. 

Talvez as tivesse posto fora dos seus lugares, mas, são aquelas as linhas com que Deus faz uma flor!

Almada Negreiros, in “O Regresso ou o Homem Sentado – III parte”

Um beijinho e uma flor da vossa Pó de Estrela 


10 comentários:

Tite disse...

Que lindo Pózinho!!!!
Desconhecia este texto do Almada Negreiros.
Até parece que estava a ver as minhas netas a desenhar... coisas que elas dizem que está lá e nós não vemos. Mas, como o artista diz, estão lá as linhas todas, nós é que não vemos BEM.

Beijosss Vó Pó

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Muito belo este texto.
Estamos sempre procurando a perfeição,mas qual é a perfeição? Nada melhor do que uma criança para mostrar que depende da visão de cada um.
Com muito carinho BJS.

alegria de viver disse...

Querida
voltei, não resisti, vim dar os parabéns, bela menina, ela tem uma luz verdadeira é linda, DEUS abençoe sua netinha.
Com carinho BJS.

Pó de Estrela disse...

Tité

Ainda bem que ainda consigo surpreender as minhas mininas!

Almada Negreiros tem textos lindíssimos e que nos ensinam muito, quando queremos aprender!

Como reparaste, fui espreitar ao "slide" e fiquei por lá! Só me metes em alhadas! Agora no Limpar Portugal querem-me como coordenadora de Armamar!!!!
TUDO POR TUA CAUSA!!!!!!

Vou-me que ainda tenho muitos mails para escrever!

Beijinhos da tua Pózinho

Pó de Estrela disse...

Rufina

Obrigada pela tua bênção para o meu piolhinho!

Estou contente por teres gostado do texto e das fotografias!

Fica bem minha amiga de além-mar, com cheirinho a Douro.

Beijinhos da tua Pózinho

Maria José disse...

Minha querida. Você não precisa ter asas para conseguir o que quer. Você tem a coisinha mais linda do mundo - a Inês, bem ao alcande de suas mãos. Que Deus abençoe você e sua família. Um beijinho muito especial na pequena Inês.

Ovinho Estrela(do) disse...

Querida Pozinhos...

São as mais belas flores no Mundo... As desenhadas pelas crianças. Dessas. Que as são só para elas. E para nós que as entendemos... Tão bem...

Abraço forte.

Fique bem... *

Canduxa disse...

Belo texto de Almeida Negreiros. Nada como a simplicidade e a imaginação de uma criança para desenhar uma flor. Se os adultos fossem menos complicados, menos críticos e mais simples não havia tanto sofrimento.
Quica, adorei o vídeo da tua neta Inês. Está linda....com seus olhos lindos e sorriso de anjo.
É uma bênção teres esse anjo contigo.
Um grande beijinho de luz para ti e Inês.

tereza ferraz disse...

Belíssimo texto.
A simplicidade, onde os “adultos” complicam.
Prabens.
Há selos no blog, sinta-se à vontade.
Só hoje conseguindo linkar teu blog.
Bjs no coração

Fernando Pinto disse...

Olá!
De quem é a voz que canta no seu blogue?

Beijinhos